Caso clínico: engasgo

Acidentes na infância são importantes causas de morbimortalidade no mundo, correspondendo a aproximadamente 53% dos agravos à saúde de crianças e jovens no Brasil e são a primeira causa de mortalidade entre 1 e 19 anos de idade.1 Entre os acidentes, destaca-se a aspiração de corpo estranho (ACE) por via aérea. Estatísticas americanas demonstram que 5% dos óbitos por acidentes em menores de 4 anos se devem à ACE, que aparece como a principal causa de morte acidental nos domicílios em menores de 6 anos. No Brasil, a ACE é a terceira maior causa de acidentes com morte. A ACE em crianças está associada à falha no reflexo de fechamento da laringe, controle inadequado da deglutição e hábito de levar objetos à boca. O descuido ou desaviso dos pais com determinados objetos passíveis de aspiração, como pequenos brinquedos e alguns alimentos, são fatores predisponentes. O diagnóstico precoce de ACE é essencial, pois o retardo no seu reconhecimento e tratamento pode incorrer em sequela definitiva ou dano fatal.

O procedimento Caso clínico: engasgo pertence às categorias: Neonatologia , Pediátrica

Este procedimento contém:

  • Guia rápido
  • Texto estendido
  • Materiais
  • VIDEOS/ANIMAÇÕES
  • Imagens
  • Checklist
  • Teste de Conhecimento