Sinais vitais: frequência cardíaca

Este procedimento descreve como prevenir a diminuição da frequência cardíaca – bradicardia ou bradisfigmia (< 80 bpm) e/ou do aumento da frequência cardíaca – taquicardia ou taquisfigmia (> 120 bpm), mantendo a criança normocárdica, isto é, dentro dos padrões de normalidade (80 bpm). Os mecanismos fisiológicos e da regulação da frequência do pulso têm início com os impulsos elétricos do nodo sinoatrial (SA) que viajam através do músculo cardíaco para estimular a contração cardíaca. Aproximadamente 60 a 70 ml de sangue entram na aorta a cada contração ventricular (volume sistólico – VS). A cada ejeção de VS, as paredes da aorta se distendem e criam uma onda de pulso que se desloca para as extremidades distais das artérias. Quando uma onda de pulso é percebida em uma artéria periférica, temos uma frequência de pulso.

O procedimento Sinais vitais: frequência cardíaca pertence às categorias: Avaliação do Paciente , Cardiológica , Sinais Vitais

Este procedimento contém:

  • Guia rápido
  • Texto estendido
  • Materiais
  • VIDEOS/ANIMAÇÕES
  • Imagens
  • Checklist
  • Teste de Conhecimento